Padrão Generation Gap

O padrão Generation Gap surgiu da dificuldade de se manter código gerado automaticamente e código escrito manualmente em um mesmo arquivo.

Em primeiro lugar, precisamos contextualizar quando as duas abordagens tornam-se conflitantes.

A partir do momento que temos uma classe gerada automaticamente por alguma ferramenta (por exemplo: Entity Framework Database First) e precisamos adicionar a ela algum comportamento escrito manualmente (algum método, ou propriedade que não será persistida no banco de dados), corremos o risco de perder tais modificações manuais após qualquer atualização da classe gerada automaticamente. Isto é, qualquer modificação gerada a partir de uma atualização do modelo acarretará na perda de qualquer código escrito manualmente.

About these ads

Criando um componente SQL CLR para o registro de mensagens no event log do Windows

O Common Language Runtime é o coração do .NET Framework. O SQL Server fornece recursos que permitem a incorporação de componentes CLR ao seu ambiente de execução, desta forma podemos construir stored procedures, triggers, user-defined functions, user-defined types e user-defined aggregates utilizando código gerenciado.

Este post descreve os passos necessários para criação de um componente SQL CLR para o registro de mensagens no event log do Windows a partir da execução de stored procedures.

Saiba mais

Processos e threads

Nos anos 80 era comum o fato de uma aplicação conter um único processo que executasse um único fluxo de execução. Aplicativos mais complexos, que continham concorrência entre atividades internas, exigiam uma mudança neste comportamento e foram base para uma revolução no modo como os sistemas operacionais funcionavam.

Nesta época percebeu-se que era preciso aprimorar o funcionamento dos processos para que eles fossem associados a múltiplas atividades concorrentes.

Hoje os processos consistem de um ambiente de execução que gerencia diferentes recursos. Dentre estes recursos encontramos as threads, que correspondem a uma abstração do sistema operacional para uma atividade a ser executada.

Saiba mais

Async Methods e sua comparação com Tasks

Métodos assíncronos são convenientes, pois executam trabalhos de longa duração sem bloquear a thread chamadora, isto é, a thread que originou a execução do método assíncrono pode prosseguir a sua execução sem que seja necessário esperar pelo término do método em execução.

Operações tradicionais de criação de métodos assíncronos podem ser complicadas de serem implementadas, sendo difíceis de serem escritas, debugadas e mantidas. Métodos async correm contra estas complicações e facilitam todo o processo de manutenção e criação de métodos assíncronos devido a sua sintaxe enxuta.

A palavra-chave async posicionada antes da definição do tipo de dados de um método (ou lambda expression, ou método anônimo) indica que o mesmo é assíncrono.

flechas

Saiba mais

MemoryCache

Disponível desde a versão 4 do .NET Framework, a classe MemoryCache funciona de maneira similar ao cache do ASP.NET, exceto pelo fato de que a classe MemoryCache foi criada para ser utilizada em qualquer tipo de aplicação .NET, não apenas em aplicações ASP.NET.

Outra vantagem da classe MemoryCache é que ela é thread safe. Essa característica assegura o seu uso em operações assíncronas, operações executadas paralelamente e acessos originados de diferentes threads.

Saiba mais

AppDomain.FirstChanceException

Depois que uma exception é lançada o CLR começa uma busca no call stack por um bloco que faça o tratamento dessa exception.

O AppDomain.FirstChanceException é um evento que ocorre antes do CLR começar a procurar no call stack por um ponto da aplicação que faz o tratamento dessa exception, isto é, antes da exception ser tratada este evento é acionado.

Este evento funciona como um notificador, não afetando a exception ou cancelando o seu disparo. 

Saiba mais

Redimensão de imagens (C# + WPF + MVVM + Asynchronism + Comentários)

Redimensão de imagens é uma tarefa comum do dia-a-dia para quem trabalha com computadores. Redimensionamos imagens em tarefas do trabalho, lazer, e do cotidiano. Esta é uma tarefa que pode ser executada facilmente com um editor de imagens, mas é bastante custosa quando queremos redimensionar um conjunto de imagens.

Por conta do trabalho (e tempo) gasto com a redimensão de múltiplas imagens, e pela vontade de não depender da instalação de nenhum editor de imagens, acabei por criar um programa que faz essa redimensão em massa. Fiz isso quatro anos atrás e, como o programa se tornou “popular” entre amigos e familiares, percebi que era preciso fazer uma nova versão com tecnologias mais novas.

app-resizeme-512

Saiba mais

Foreground threads e Background threads

O CLR considera que existem dois tipos de threads: foreground e background threads.

Foreground threads executam com uma prioridade elevada. Esse tipo de thread evita que a aplicação se encerre antes que tenham executado todo o seu trabalho.

Em contraponto, as background threads não são executadas com prioridade elevada. Background threads são finalizada imediatamente pelo CLR assim que todas as foreground threads de uma aplicação (leia managed assembly) encerram sua execução, sem lançar nenhuma exceção.

Saiba mais

O Garbage Collector e seu funcionamento…

Sem o garbage collector seu código não seria como ele é hoje. Provavelmente você se preocuparia muito mais com o consumo de recursos e descarte de instâncias de objetos não mais utilizadas. Também é fato que pouco se pensa sobre o funcionamento do garbage collector. Este post visa destacar brevemente o funcionamento do garbage collector.

clip_image001

Saiba mais

Delegate Chain Invocation

Callback functions são blocos de código executável que são passados como parâmetro para outro código, que fica responsável por invocá-los quando apropriado.

O modo como callback functions são suportados em cada linguagem de programação é diferente, mas são frequentemente implementados como subrotinas, expressões lambdas ou ponteiros de função.

O tratamento das linguagens não-gerenciadas sobre os callback functions é limitada a apenas um endereço de memória. Este endereço de memória não contém nenhuma informação adicional sobre o tipo de retorno, o número de parâmetros ou os tipos de dados dos parâmetros.

Saiba mais

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 64 outros seguidores